A DERROTA DO MEU INIMIGO

 

A Derrota do Meu Inimigo. O texto está no Salmo 41.11: Com isto conheço que tu te agradas de mim: em não triunfar contra mim o meu inimigo”.  

 Quando Davi escreveu isso grandes eram os seus inimigos. No início até o Rei Saul, que o convidara para ser um dos que moravam no castelo imperial, perseguia-o sem tréguas, obrigando-o a fugir o tempo todo. Posteriormente como rei teve problemas com as outras tribos de Israel, reinando em Judá por sete anos, até que conseguisse formar sólida liderança sobre todo o país. Depois, por causa de seus próprios erros acabou por arrumar mais aborrecimentos: a espada não se afastou de seu próprio lar. Certa vez teve que fugir de Jerusalém, ameaçado de morte pelo próprio filho. Quantas lutas!

Contudo, Davi reconhecia que um dos sinais do agrado de Deus para com ele era que o inimigo não triunfasse contra a sua vida. Quais seriam os inimigos que Deus poderia vencer em nossas vidas? Nós, que não somos nem da realeza e nem do tempo de Davi?

O inimigo exterior, Satanás. Ele é quem nos odeia. O seu propósito é lançar à nossa frente todo tipo de tropeço, tentação, impedimento, armadilha. O Apóstolo Paulo diz o seguinte quanto a esta luta: Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Ef 6:12). É uma luta diária, constante, espiritual. Nós podemos superar o inimigo e vencê-lo no poder de Deus: Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. (Tg 4:7)

O outro é interior. É chamado de carne, a nossa velha natureza, a nossa tendência constante a fazer o que é mal, o que desagrada a Deus. Não há nenhum de nós isento deste terrível mal: Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; (Rm 3:23). Contra esse horrendo inimigo nós temos a arma: o sangue de Jesus Cristo, o Seu sacrifício na cruz do Calvário. Satanás não pode dominar a vida de um autêntico servo do Senhor. Somos libertos pelo Seu amor e vitoriosos. Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. (1Jo 5:4) 


O leitor quer ter certeza do agrado de Deus para com a sua vida? Submeta-se ao Senhor e Ele vencerá o Diabo, que está do lado de fora, e a carne, que está do lado de dentro. E seremos grandemente felizes. Que Deus nos abençoe. Amém.

 

Wagner Antonio de Araújo

Colunista: Socorro Macêdo